Copo de Vinho

O Vinho. É sem dúvida a bebida de eleição que tantos momentos pedem.

Existem tantos diferentes tipos, maneiras de se beber, de se pegar, de se saborear.

Há que ter em conta as tão conhecidas regras de etiqueta e claro, a maneira como se deve segurar um copo de vinho, a qual pode influenciar a temperatura, o aroma e a sua textura.

Sugerimos vivamente que quando estiver na eminência de degustar um copo de vinho nunca o faça segurando pela parte de cima do copo. Caso não saiba, o calor que transmite das suas mãos para o vidro irá inevitavelmente aquecer o produto. Esta bebida deve servir-se à temperatura ambiente, isso já é sabido, mas um procedimento que muita gente desconhece diz respeito à forma mais adequada de segurar um copo de vinho. Pegue sempre o seu copo de vinho pelo fundo do pé.

A quantidade também importa. Quer seja sozinho, com amigos ou em momentos mais especiais, saiba que um copo de vinho deve ser enchido até 1/3 da sua capacidade.

O próprio recipiente tem usos particulares de acordo com o tipo de vinho que nele é servido. No caso do vinho tinto, o copo apresenta um pé fino e um formato largo que faz com que o líquido respire. Em relação ao vinho branco, o copo apropriado deverá apresentar uma haste fina e longa, e um formato oval e mais estreito que permite conservar a sua temperatura, fria, preferencialmente.

Existe uma infinidade de tipos de copos de vinho, podendo ser modernos ou mais clássicos. É certo que em muitas situações temos inevitavelmente de usar copos rasos, em que não temos a possibilidade de pegar num copo da tão deliciosa pinga pelo aconselhado pé alto. O que fazer? Pois bem, nesta situação é precisamente ao contrário, segure o seu copo pela parte superior, evitando que a sua mão, como referido anteriormente, aqueça o seu licor análogo e altere as suas inerentes características.

Já aqui falámos de etiqueta relativamente ao manuseamento do copo pela parte inferior do seu pé. Esta prática permite a observação do próprio vinho, particularmente as suas características em termos de cor, encorpamento e limpidez.

Nunca é de mais recomendar moderação na hora de provar esta tão saborosa relíquia. Já Benjamin Franklin dizia, “Dá conselhos com o vinho mas toma decisões com a água”.